Blog : arquitetura

Muitas pessoas tem essa duvida, pois acham que se contratarem um profissional de Interiores  acabará saindo caro ou então ele indicará produtos, acabamentos, mobiliários caros então  resolvi fazer este post para desmistificar este assunto:

Alguns profissionais cobram por m², já em minha opinião acho muito relativo  pois o que vai mandar o valor a ser cobrado é a complexidade e também caso a caso, veja:

1 –  Este projeto será somente uma repaginada no ambiente? O que é isso: Troca de mobiliário solto, troca de tecidos, cortinas, tapetes, papeis de parede, reposicionamento de acessórios de decoração, digo, sem intervirmos na pintura, iluminação forro, remoção ou construção de paredes

2 – Para este projeto deveremos fazer marcenaria, mobiliário, remoção  ou construção de paredes, escolha e instalação de pisos, revestimentos, luminárias, gesso, enfim tudo o que compõe uma obra de reforma ou obra nova. Neste caso seu projeto deverá ser mais complexo e exigirá um pouco mais de tempo para elaborá-lo e de mais detalhes para que sua obra seja executada.

Na minha opinião acho que o melhor e mais justo a se fazer é cobrar por hora trabalhada pois em muitos casos gosto de considerar o que irá ser aproveitado, modificado, tamanho do espaço, quantidade de marcenaria a ser detalhada.

Por isso , antes de ficar apenas comparando preços por aí , faça questão de conversar pessoalmente com o Designer de interiores  para saber como ele trabalha e o que ele oferece e também para ver se vocês criam empatia  que eu considero de suma importância para o sucesso de um projeto .

As diferenças de preço são grandes e as de qualidade maior ainda . Economia em projeto pode ser a economia mais cara que alguém pode fazer .

Este artigo foi útil?

Mande suas duvidas pra gente!

Um abraço e até o próximo artigo.

Paula Gabriel

 

Luz Fria e Quente, você sabe a diferença?

Luz Fria e Quente, você sabe a diferença?

Você sabe o que é luz fria e luz quente e qual a diferença entre elas?
Quando falamos de luz quente ou luz fria não estamos nos referindo a maior ou menor quantidade de calor por ela dissipada, mas sim ao tom de cor que ela dá ao ambiente. Veja a diferença abaixo

  1. a) Luz Fria:
    Se refere ao tom mais claro do amarelo ao branco que é a cor mais fria – maior atividade – lâmpada 7000K (6727 ºC ), não é coincidência esta é aproximadamente a temperatura da superfície do Sol, observe que as atividades são executadas com maior disposição no decorrer do dia enquanto o Sol ainda brilha,tem tonalidade fria. Exemplo: lâmpadas fluorescentes.

Lâmpadas Fluorescentes
No passado, as lâmpadas fluorescentes não tiveram boa aceitação para iluminação de estúdios e filmes, pôr modificar os tons da pele e outras cores, e dar uma aparência pouco natural. Isto era produzido pelas grandes áreas de verde e azul emitidas pelas lâmpadas fluorescentes. Hoje, novas lâmpadas fluorescentes asseguram a temperatura de 3200 Kº, necessária na iluminação de estúdios, mas também é necessário fazer referência aos valores de CRI disponíveis.
CRI é um método de referência de 1 ao 100, que indica a fidelidade das cores expostas a uma lâmpada em particular, comparada às mesmas cores expostas a uma lâmpada incandescente onde o valor CRI é 100.
Quanto mais alto é o valor do CRI na lâmpada fluorescente, melhor será para misturar e balancear a luz com lâmpadas incandescentes.
Economia 

Menor consumo elétrico: Com relação à luz clássica de tungstênio, a luz fluorescente permite reduzir o consumo de energia, em aproximadamente 90%.

Menor consumo elétrico em ar condicionado: A dissipação de calor é quase nula, e se obtém portanto, uma economia indireta na ventilação e climatização da sala. Isto reduz substancialmente os requerimentos de ar condicionado.

Menor investimento em equipamentos de ar condicionado: Portanto, o investimento em equipamentos de ar condicionado, será também reduzido.

Menor investimento em instalação elétrica: O menor consumo elétrico das lâmpadas fluorescentes, permitem menor necessidade da capacidade elétrica instalada. Pôr exemplo, para um estúdio com iluminação de tungstênio halógena, onde a necessidade fosse de 300 ampéres, com lâmpadas fluorescentes só precisam de uma capacidade de 30 ampéres.

Longa vida das lâmpadas: As lâmpadas fluorescentes tem uma vida útil de 10.000 horas, com um custo de lâmpada menor do que as lâmpadas de tungstênio.

Normalmente a vida de qualquer lâmpada de tungstênio com 3200 Kº, e de 400 horas.

As lâmpadas fluorescentes são uma eficiente fonte de luz, com qualidades que nenhum outro tipo de luz, é capaz de obter. Elas produzem uma grande quantidade de “lumens” por um pequeno consumo. “Dexel Lighting”, com grande experiência no campo da iluminação extrai o maior proveito desta tecnologia, para propor uma gama completa de fontes de luz fluorescente, ou mais conhecidas como “Luz Fria”.

Locais mais usuais desta lâmpada:

 Área de serviçocozinhabanheirossala de estudos – tom frio – induzindo à atividade

  1. b) Luz Quente:
    Se refere ao tom mais avermelhado – produz maior relaxamento- lâmpada 2700 K (1427 ºC) tem tonalidade quente, cor quente.
    Exemplo: Lâmpadas incandescentes.

É a tonalidade mais amarelada da luz. Muito famosa e associada às lâmpadas incandescentes, o branco quente tem como característica deixar o ambiente com aspecto de maior relaxamento, pelo fato de produzir um pouco menos de lúmens se comparado ao branco frio.

Economia:

Produzem 75% menos economia em relação as fluorescentes.

Locais mais usuais desta lâmpada:

Áreas sociais, dormitórios, salas de jantar e estar e também utilizadas para espelhos de camarins, pois também tem a capacidade de manter as cores mais naturais.

Veja abaixo o gráfico das lâmpadas e sua temperatura.

Noname01

Dúvidas e dicas?

Faça um comentário e lhe ajudaremos. Acesse: http://www.doppiainteriores.com.br e fique por dentro de tudo que rola por dentro da área de arquitetura e interiores.

 

 

 

Que tal seu living mais aconchegante?

Que tal seu living mais aconchegante?

Você já entrou em um ambiente e se sentiu acolhida e extremamente confortável?

A razão pode estar nas flores,  na iluminação suave, ou em uma cor especifica.Veja algumas ideias simples e com itens que você possui  em casa, para tornar sua casa mais  aconchegante, confira:

  1. Aposte em um tapete felpudo. Este item alem de deixar o ambiente muito elegante ele também tem a função de deixar muito aconchegante e agradável.

Noname5

2. As mantas sobre sofás, chaise longs e até poltronas são uma aposta criativa e cheia de charme.

Noname4

3. Já a iluminação diria que que pertence a 70% do ambiente aconchegante. Ela bem colocada e direcionando nos

objetos, moveis certos, podem deixá-lo incrivelmente delicioso de estar. A cor da Luz deve ser amarelada. Nas melhores lojas do ramo, elas são conhecidas como luz confort.

Noname10

4. As cortinas também são  essenciais. Cores, padronagens e tecidos encorpados, vestem o ambiente, deixando-o agradável e cheio de graciosidade. Os tecidos com caimentos que deixam a cortina encorpada são: gorgurinho, Poliéster, dentre outros.

Noname9

5. Almofadas, são certamente itens que não podem faltar nesta decoração aconchegante, pois elas dão vida e um movimento no conjunto. Aposte na mistura de listras e flores ou flores e tons lisos.

Noname7

6. Ja dizia minha avó: ambientes com flores trazem vida e alegria para o ambiente e, ela não estava errada.

As flores possuem o poder de trazer perfume, sutileza e harmonia ao ambiente. Aposte sem medo.

ape-mateus-massafera-diego-revollo-1358203033183_956x618

Aposte nessas dicas e sua casa será seu recanto de tranquilidade, aconchego com excelente convivência de sua família e convidativa também para seus amigos sem deixar de ser elegante e atemporal.

Gostou deste post?

Deixe seu comentário ou duvidas, quem sabe suas duvidas podem virar um post também.

Abraço.

Paula Gabriel

Imagens google